Conectar-se

Esqueci minha senha

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 31 em 5/3/2016, 14:12
Parceiros


Postadores do Mês
Ethan Dalgaard
1º Mais Postador
Becky Cole Hayes
2º Mais Postador
Demetria Cole Hayes
3º Mais Postador
Clarissa Mitchell
4º Mais Postador
Copa das Casas
Slytherin
237
RAVENCLAW
251
Gryffindor
227
Hufflepuff
198

D.C.A.T. - 1º Ano - 3ª Aula

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

D.C.A.T. - 1º Ano - 3ª Aula

Mensagem por Victor Blackheart em 6/6/2016, 11:22

D.C.A.T. – Origem e Feitiços


O dia amanheceu lentamente, assim que os primeiros raios de sol surgiram no horizonte meus olhos se abriram, olhei o relógio, ainda estava muito cedo e só o que havia em meu estômago eram algumas doses de Whisky, que havia bebido ao anoitecer. Levantei-me e me arrumei, depois desci as escadas até o salão principal, observei o salão, não havia ninguém ali, voltei às escadas e desci até a cozinha, conversei com alguns elfos que me deram uma jarra de suco de abobora e um cestinho de pão de queijo. Agradeci e voltei para meu quarto, onde terminei meu planejamento e alimentei-me.

Depois rumei para a sala de aula, entrei e com um aceno de varinha fiz com que as velas, espalhadas pela sala, se acendessem, depois me sentei na poltrona, embora muitos fossem contra eu acreditava que realizar aquela aula era essencial, de certo modo eu achava que aquilo era uma ótima maneira de tentar distrair os alunos do que ocorrera no baile.
Estava sentado em minha poltrona, minha cabeça trabalhava a mil pensando em uma maneira de ajudar Hogwarts a se proteger e recuperar o prestigio que o ataque retirara, o sinal tocou, tirando minha atenção de meus pensamento, pouco tempo depois os barulhos de passos e conversas mostraram que os alunos já estavam à porta da sala. A porta se abriu e os alunos começaram a entrar, assim que o primeiro aluno entrou aguardei cinco minutos antes de iniciar a aula.

Levantei-me e coloquei o livro sobre minha mesa, os alunos me olharam, alguns com expressões ainda tristes, outros com olhares perdidos, e alguns como se não estivessem se importando. Porém, a sala estava em silêncio. Observei-os, alguns ainda não haviam chegado, talvez cada um estivesse se recuperando do incidente a sua própria maneira.

- Bom dia alunos, acredito que todos os alunos gostariam de estar evitando as aulas devido o incidente do baile, mas acredito que distração é melhor do que remoer lembranças... – sorrio enquanto observo os alunos – Por isso tentarei deixar a aula o mais agradável possível... – sorrio e pigarreio, depois respiro fundo e encaro os alunos – Bom... A disciplina Defesa Contra as Artes Trevas não teve início como uma disciplina escolar, no livro de vocês existe uma das versões, a mais famosa, sobre o surgimento da disciplina. – alguns alunos fecharam a cara, forcei um sorriso – Não desanimem tão rápido crianças, saber de onde veio é um passo importante para descobrir para onde devem ir! Portanto gostaria que lessem este trecho do livro que está sob a mesa de vocês!

Quadro 01:

Origem da História da Defesa Contra as Artes das Trevas

A Defesa contra a arte das trevas surgiu, logicamente com o aparecimento do mau em nosso mundo, em épocas que existiam muito poucos humanos (trouxas) e ainda não existiam bruxos.
Foi uma época que foi denominada idade das trevas, logo após o declínio e queda do Império Bizantino e Romano, houve um período de desentendimento entre as civilizações, uma raiva enorme entre os grandes povos da época. Na história da humanidade, foi um dos piores tempos que já existiu, houve carnificinas, mortes em massa, os seres humanos já não tinha sentimentos bons em seus corações, somente raiva, dor, vingança, medo. A partir de tudo isso, de todos esses acontecimentos, O Lord das trevas, o deus do mau, Lúcifer, surge, e vem para a terra.
Aterrorizando tudo e a todos, ele dissemina o mal. Transformando seres humanos, em seres que se chamavam bruxos, eram iguais aos homens normais só possuíam poderes mágicos e serviam o mau e faziam parte de seu exercito de conquista. Depois de muita matança e destruição, alguns tentavam resistir. Algumas pessoas uniam-se, no intuito de protegerem-se e defenderem-se, com todas as pessoas que pudessem, pois tinham cansado de fugir, e formaram um reino, com leis e até exércitos para combater essas forças negras.
Esse reino teve um grande líder, que lutou bravamente para resistir, seu nome era Arthur, não se sabe até hoje, o que ele possuía, se era poderes mágicos, mas Lúcifer nunca lhe havia transformado em um bruxo, mas mesmo assim ele era um ser fora do comum, pois ele foi o único que conseguiu retirar uma lendária espada mágica chamada Excalibur, de uma rocha de granito sólido, na qual milhares de homens tentaram e não conseguiram. Os homens do Reino achavam que ele era um escolhido de Deus então nomearam REI. Uma de suas grandes vantagens, foi um ser muito poderoso que era seu conselheiro, seu nome era Merlin.
Merlin era um mago muito poderoso, algo era estranho, porque ele não era servo de Lúcifer, pelo contrario, ele o enfrentava em varias batalhas. No entanto uma coisa mais estranha ele guardava. Lúcifer o Lord das trevas era seu pai. Como todos os seres que habitam nosso universo possuem fraquezas, Lúcifer também às possuía, pois teve um filho com uma virgem humana, que no futuro seria seu pior inimigo. Seu filho Merlin, que adquirira muita experiência de vida e se tornara, um homem sábio, era seguidor de profecias muito antigas, sabia que não podia lutar com seu pai, pois segundo a profecia, teria que procurar um indivíduo, que seria o escolhido para esta nobre tarefa. Este escolhido teria que retirar a espada dos deuses da rocha, e lutar com o demônio, ele mesmo.
Após anos de procura Merlin encontra-o quando criança, pois sente sua forte presença, e o treina. Mesmo quando garoto, ele já consegue tirar a lendária Excalibur. Merlin e o Rei Arthur, lutavam bravamente, contra os demônios de Lúcifer. Com o mago ao seu lado não havia perigo, pois as habilidades deste eram muito além de qualquer coisa já vista, eram fora do comum.
Após varias campanhas de batalhas. Obtiveram muito sucesso destruindo quase todo o mal, só faltava o Lord supremo. Este não foi fácil de derrotar, mesmo com a Excalibur, Arthur e ele lutaram até a ultima gota de sangue esvair de seus corpos, quando finalmente ambos são derrotados, os dois caem sem esperanças de levantar. Arthur quase conheceu a morte naquela ocasião, mas depois da batalha, Merlin com suas grandes habilidades o salva. A partir disso a maioria dos bruxos voltam a ser o que eram antes, boas pessoas, mas não perderam seus poderes adquiridos.
Mas nem todos se converterão para o bem uns estavam tão fanáticos pelo mal que só o que desejavam era a volta de seu mestre, ou tinham suas próprias ambições e queriam executá-las de qualquer maneira, não importando o que poderia acontecer. Surge então, uma nova raça, a raça dos bruxos e magos, pois passavam seu dom da magia para seus filhos e esses iam passando de geração em geração.
Para terem uma organização social, é criada a Ordem de Merlin, na qual o objetivo é que os bruxos mais talentosos deveriam liderar os outros. Cada 200 anos, um líder nasceria com o dom do grande Mago Merlin, e seria o chefe da ordem, O Grande Feiticeiro, Cacique supremo... (atualmente não existe oficialmente um bruxo com estas características).
A Defesa Contra as Artes das Trevas e uma das mais antigas matérias estudadas por bruxos. Ela foi inventada na idade media. No ano de 1326 na famosa Idade das Trevas, onde muitos bruxos e bruxas, malignos começaram a estudar mais intensamente para aumenta seus conhecimentos e assim se tornar mais poderosos na Arte das Trevas.
Com o intuito de Afastar jovens Magos das artes do mal, e lembrando dos ensinamentos do seu grande mestre, dois bruxos da época começaram a combater essas forças de frente, eram eles Lucian Tremor e Ankou Mekhet , Lucian era conhecido em grande parte da Europa, nascido no ano de 1248 em Dublin na Irlanda vem de uma grande família de antigos Magos, descendentes de Merlin, se aprofundou na d.c.a.t após perder sua irmã que fora atacada e morta por um grupo de bruxos das trevas, Lucian obteve grande fama após vingar sua irmã destruindo os bruxos que haviam a matado e destruindo também uma tribo de lobisomens que atacavam muitas aldeias de Dublin.
Nascido entre 1260 a 1270 na antiga província de Glasgow na Escócia, Ankou Mekhet assim conhecido, pois até os dias de hoje não se sabe o seu primeiro nome, Ankou ganhou esse "apelido " após matar mais de 430 vampiros, criações das trevas. Na época Ankou significava (Matador Putrefado em Latim), descendendo direto da Família de bruxos das trevas os lendários Mekhet, Ankou se rebelou contra sua família e ganhou fama após destruir seu pai
Emanuel Mekhet em uma longa batalha onde salvou sua cidade natal.
Estes dois magos são poucos conhecidos em dias de hoje, mas seus atos ficaram marcados para sempre. Muitos bruxos da época eram contra as artes das trevas, mas não se preocupavam em deter esta arte, muitos chamavam Lucian e Ankou de loucos por tentar acabar com as artes malignas, já outros os admitiram por serem valentes bastante para lutar contra o mal. A partir disso foram criados muitos ensinamentos em relação a defender-se da arte negra, e muitos feitiços criados para melhor usá-los contra o mal.


Aguardo o suficiente para que todos encerrassem a leitura, assim que encerram sorrio e respiro fundo, era hora de prosseguir com a aula. Caminhei até a parede na outra ponta da sala, onde, encostado à direita, havia um armário, um longo pano preto o cobria, puxei esse pano e dei alguns passos para trás e observei o objeto, retirei a varinha das vestes e a movi, fazendo com que o armário se abrisse, revelando dezenas de bonecos de madeira, a maioria dos alunos não entendia o que aquilo significava, o que fazia com que tudo fosse ainda mais divertido. Movi a varinha fazendo com que um boneco fosse flutuando até cada mesa dos alunos, depois caminhei até minha mesa e me sentei sorrindo para os alunos, que me encaravam sem entender nada.

- Bem, aos que não entenderam... Agora ensinarei a vocês algumas azarações, como seria notavelmente errado ordenar que vocês treinassem azarações uns contra os outros, eu criei esse boneco! – sorri e os encarei - Ele criará os mesmos efeitos que um ser vivo criaria se atingido pelas azarações... - movi a varinha fazendo com que o quadro se apagasse e fosse preenchido com novas informações - No quadro estão escritas algumas azarações, gostaria que vocês copiassem todas, uma vez que elas não constam em seus livros. -

Quadro 02:

Azarações

Azaração do Alho-Poró
Fórmula Mágica: Alesce Porrum
Efeito: Faz com que alhos-poró brotem das orelhas das vítimas. Os alhos-porós permanecem até serem retirados com um feitiço adequado.

Azaração Anti-Xereta
Fórmula Mágica: Abaffiato
Efeito: Faz com que um ruído alto e extremamente irritante invada os ouvidos da pessoa que tente ouvir a conversa protegida por esse feitiço. O feitiço age até que seja desfeito pelo conjurador.

Azaração das Pernas Bambas
Fórmula Mágica: Bamboé
Efeito: Faz com que as pernas do alvo fiquem moles e bambas. O efeito dura até que seja desfeito.

Azaração do Arroto
Fórmula Mágica: Burp
Efeito: Faz o alo arrotar sem controle. O feitiço dura algumas horas.

Azaração Cara-de-Lesma
Fórmula Mágica: Slugulus Eructo
Efeito: Faz o alo vomitar lesmas. O efeito dura uma hora.

Azaração de Espinhas
Fórmula Mágica: Furnunculus
Efeito: Faz com que furúnculos, espinhas e feridas dolorosas apareçam na pele do oponente. Apenas pode ser desfeito pelo uso de poção adequada.

Azaração Perna de Geléia
Fórmula Mágica: Locomotor Molliter
Efeito: Atrapalha o deslocamento do alvo afetado, fazendo suas pernas se deslocarem mais devagar, como se estivessem mais pesadas. O efeito dura até que a azaração seja desfeita.

Azaração da Perna Presa
Fórmula Mágica: Locomotor Mortis
Efeito: Paralisa e gruda as pernas do oponente uma na outra. O efeito age até que azaração seja desfeita.

Anti-azaração Abrandadora
Fórmula Mágica: Malacisso
Efeito: Abranda o efeito de uma azaração antes que essa atinja seu alvo, tornando-a uma simples brisa de ar quente caso seja efetivo. O feitiço age instantaneamente.

Azaração Silenciadora
Fórmula Mágica: Silencio
Efeito: Impede o alvo de falar, fazendo com que sua voz suma e seus lábios se colem. Apenas pode ser removido pela contra-azaração adequada.

Azaração da Língua Presa
Fórmula Mágica: Travalíngua
Efeito: Faz a língua do alvo se prender no céu da boca por alguns segundos, impedindo-o se executar um feitiço. O feitiço age instantaneamente.

Azaração do Tropeço
Fórmula Mágica: Tropeço
Efeito: Faz com que o alvo tropece. O feitiço age instantaneamente.


Após algum período aguardando eles copiarem sorri e voltei a falar.

- Quero que dentre as maldições vocês escolham três e as testem no boneco em suas mesas! – encarei alguns alunos que olhavam maliciosamente para outros - Gostaria de alertar aos mais engraçadinhos que caso testem nesta aula as azarações em outro colega eu além de retirar pontos de sua casa ainda retirarei por período indeterminado a varinha de sua posse, de modo que até que eu decida você não poderá executar feitiços nenhum! Fui claro? - apontei a varinha para um dos bonecos - Furnunculus. - o boneco tremeu e então furúnculos e espinhas começaram a surgir em sua face - Para aplicar uma azaração com sucesso é preciso que o bruxo queira azarar seu oponente, deste modo se algum de seus amigos conseguir te azarar é melhor você começar a reavaliar com que você anda... – sorri, depois encarei os alunos - Agora escolham suas três maldições e as testem... Vamos crianças que o mundo continua girando!

Assim que terminei de falar os alunos começaram a praticar, sorri e comecei a andar entre as mesas, tirando uma ou outra dúvida e dando dicas sempre que solicitado, também ajudava na pronuncia de algumas azarações, assim que o final da aula se aproximou sorri e encarei os alunos.

- Bem, por hoje é só... Quero que vocês pratiquem o restante das azarações durante o tempo livre, claro que ainda estão proibidos de tentarem praticá-las em outros alunos, portanto podem levar os bonecos para suas comunais e praticarem nele, no mais, estão dispensados!!

Observo os alunos deixarem a sala, assim que todos saem eu reorganizei a sala e me retirei da mesma.

Informações Adicionais:
[/b]
Critérios para a realização das tarefas:


* Inicialmente eu pensei em colocar as três Azarações para que seu efeito fosse decidido através de lançamento de dados, porém acho que ficará mais divertido se cada aluno descrever suas tentativas livremente.

* Vale lembrar que minha aula será avaliada por sua participação na mesma, ou seja, sua criatividade ao cria-la, e não apenas por sua postagem na mesma.

* Sintam-se livres para escolher as três azarações que iram realizar, mas lembrem-se de descrever os efeitos, a sensação que teve ao lançar o feitiço e como ele fora realizado, descrevendo o que ocorreu ao laçá-lo, se lembrou de alguém ou não, etc., a criatividade é a alma do negócio nesta aula.

* As postagens treinando as demais azarações são opcionais, mas caso eu cite isso na próxima aula elas passaram instantaneamente a valer nota, então... Já sabem né?

* Com relação aos treinos das demais azarações... Elas sim serão realizadas com os resultados obtidos através de lançamento de dados... Para tais vocês podem utilizar os mesmos dados das Aulas de Feitiços.


Informações Off:


Critérios de Avaliação da Aula:


1) Desempenho no post: Isso não significa a quantidade de linhas, mas sim a qualidade do post e o aproveitamento da aula.
2) Desempenho na disciplina: O aluno não precisa ser nenhum gênio, porém, mostrando interesse e participação na aula, será bem avaliado.
3) Desempenho na disciplina²: Caso o aluno decida que a matéria de Voo, seja uma matéria cuja qual ele não se saíra bem (afinal, muitos alunos não são bons em determinadas matérias, podendo até mesmo receber a nota de “trasgo” ao final do ano), ele só precisa enviar uma mp informando-me isso, obviamente sua nota na matéria será ruim, porém ela não influenciará em seus pontos para a taça das casas.
4) Interação com colegas/professoras/etc. (opcional): São sempre bem vindas, porém nada que extrapole o senso comum.
5) Impressão do aluno sobre a aula (opcional): Isso é um pedido meu em particular, que o aluno, ao término do post, diga o que achou da aula. Isso é interessante para que eu possa avaliar se as aulas estão ou não no rumo certo, ou seja, se agradam ou não. (postar essa impressão em spoiler).
6) Qualquer crítica ou sugestão é sempre bem-vinda.


Distribuição de Pontos para a Taça das Casas:


Eu darei até 10 pontos pela postagem, porém ela será avaliada da seguinte forma:

• 0 a 2 pontos (Estética)
• 0 a 3 pontos (Ortografia e gramática)
• 0 a 5 pontos (Criatividade)

Não precisam se preocupar, assim como vocês eu também posso errar, por isso pequenos erros serão tolerados.


Distribuição de Pontos para a Aula:


Eu utilizarei um sistema diferente para pontuar minhas aulas, vocês receberam notas de 0 a 10 em cada uma de minhas aulas, elas serão dadas com base nas aulas, nos trabalhos, nas atividades fora de sala e etc. Ao final das 4 aulas aplicadas será feita uma média e então será dada a nota final.
O sistema de notas que utilizarei será o seguinte:

• O = Ótimo (Aprovado, deve continuar para NIEM.) – 10 pontos.
• E = Excede Expectativas (Aprovado, deve quase sempre continuar para NIEM.) – 8 a 9 pontos.
• A = Aceitável (Aprovado, raramente continua para NIEM.) – 6 a 7 pontos.
• P = Passável (Reprovado, deve repetir matéria.) – 5 pontos.
• D = Deplorável (Reprovado, não deve receber crédito por NOM.) – 3 a 4 pontos.
• T = Trasgo (Reprovado, com distinção. Mais de um T pode significar uma recusa em outros NIEMs.) – 0 a 2 pontos.

Obs.: O método para arredondamento será definido pelo professor.


Dúvidas e/ou sugestões para as aulas envie MP





Narração
Victor




Victor Blackheart
POR HONORO KAJ GLORO
Family Blackheart


avatar
Galeões :
10259

Ficha do personagem
Quadribol de Hogwarts: Torcida
Nível de Experiência:
77/100  (77/100)
Casa: Sonserina

Victor Blackheart
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum